Vestir roupa branca, presentear Iemanjá, pular sete ondas e comer lentinha são algumas das tradições no Brasil

Sempre que um novo ano se inicia, se iniciam também as superstições e rituais para trazer boa sorte ou deixar os males para trás. No Brasil e ao redor do mundo, as culturas para o momento da virada são diferentes. E muitas pessoas têm suas tradições particulares, seja por fé ou para se sentir bem. Aqui no Brasil, algumas delas são mais populares, como vestir roupa branca, presentear Iemanjá deixando flores, velas e embalagens de perfume no mar, pular sete ondas e comer lentinhas e uvas, entra outras.

E no restante do mundo. Você sabe quais são as tradições de Réveillon? Veja algumas delas!

Cabo da Boa Esperança (África do Sul)

A chegada do novo ano é comemorada com desfiles, como um Carnaval, no dia 2 de janeiro. A data se deve à libertação dos escravos na África do Sul, em 1830.

 

Berlim (Alemanha)

A cidade tem uma das festas mais famosas no mundo. Shows acontecem em um grande palco montado em frente ao portão de Brandenburgo e, à meia noite, Berlim fica iluminada pelos fogos de artifício. Os alemães comem por lá mesmo. Muitas barraquinhas de comida típica e cerveja são montadas nos arredores do portão.

 

Bulgária

São os tapinhas nas costas que anunciam a chegada do novo ano. As crianças vão de casa em casa batendo nas costas dos moradores para desejar saúde e riqueza. No primeiro dia do ano, os búlgaros expulsam os maus espíritos com os “Kukeri”: homens que se vestem de monstros para espantar os vampiros.

 

China

O ano novo chinês acontece no 23º dia do último mês lunar, quando os chineses oferecem comida ao Deus da Cozinha, pedindo prosperidade à família. Cada ano é dedicado a um animal do signo chinês. As cores do ano novo chinês são vermelho e dourado, para trazer sorte. E a comida é o guiozá. Para eles, a queima de fogos atrai sorte e afasta as coisas negativas. Nesta época, os chineses trocam presentes ou dão a seus familiares envelopes vermelhos com dinheiro dentro.

 

Escócia

Os escoceses comemoram o Ano Novo das 8h do dia 31 de dezembro até as 6h do dia primeiro de janeiro. A data é considerada mais importante que o Natal e tem desfiles de gaiteiros e dançarinos típicos na rua principal de Edimburgo. À meia noite, os canhões do Castelo de Edimburgo são disparados e há uma grande queima de fogos, seguido de um solo feito pelo gaiteiro, que se posiciona no topo do castelo. Os escoceses trocam biscoitos para desejar boa sorte.

 

Madri (Espanha)

A comemoração começa no dia 28 de dezembro e vai até o dia 6 de janeiro, Dia de Reis, quando são feitas cavalgadas e é preparada a rosca de reis. Dentro dessa rosca são colocados brinquedos para as crianças. Na noite de Réveillon, os espanhóis comem 12 uvas, uma para cada badalada do relógio Puerta del Sol, localizado em Madri.

 

Nova Iorque (Estados Unidos)

A festa de Réveillon mais famosa dos Estados Unidos acontece em Nova Iorque, na Time Square, onde as pessoas se encontram para beber, dançar, correr e gritar. Durante a contagem regressiva, uma enorme maçã vai descendo no meio da praça e explode à meia-noite, espalhando balas e bombons por todos os lados.

 

Paris (França)

País autor do nome Réveillon, os franceses se reúnem entre amigos e familiares, com boa comida e bebida. À meia noite, todos os convidados da festa se beijam e tomam muita champanhe. Em frente à Champs-Élysées acontece uma queima de fogos que ilumina a Torre Eiffel. Também é costume comemorar em restaurantes ou ir ao show do Moulin Rouge, uma das opções mais tradicionais.

 

Atenas (Grécia)

Os gregos fazem um bolo com os mesmos ingredientes do panetone e colocam uma moeda de ouro dentro dele. Na virada do ano, o bolo é cortado e distribuído entre os participantes da festa. Acredita-se que quem receber o pedaço com a moeda terá sorte durante o ano todo.

 

Índia

É costume atirar objetos que representam impurezas e doenças em uma fogueira e fazer queima de fogos nas ruas.

 

Londres (Inglaterra)

As pessoas vão até Trafalgar Square aguardar o Big Ben dar a última badalada do ano. Todos assistem juntos aos fogos de artifício. As famílias fazem piqueniques no Speaker’s Corner do Hide Park, um parque perto do Palácio de Buckingham. A principal queima de fogos acontece na roda gigante London Eye.

 

Dublin (Irlanda)

A maior parte dos Irlandeses comemora a chegada do novo ano dentro dos pubs ou em suas casas.

 

Itália

O país recebe o novo ano com fogos de artifício, para que todos fiquem acordados. Acredita-se que os que dormem na virada do ano dormirão o ano todo. Os italianos comem lentilha e pé de porco na noite de Réveillon.

 

Tóquio (Japão)

Está é a data mais importante no calendário japonês. É tradição fazer uma limpeza na casa e pendurar na porta uma corda de arroz, para afastar os maus espíritos. Na noite de 30 de dezembro, as famílias se reúnem para comer o sobá, para atrair fortuna. Já na última noite do ano, os japoneses se reúnem no templo para a cerimônia das 108 badaladas que, segundo a tradição budista, serve para afastar os pecados e purificar as pessoas. No dia 1 de janeiro, todos levantam cedo para a primeira visita a um templo budista ou santuário xintoísta e rezar por saúde e felicidade no novo ano.

 

Moscou (Rússia)

Os russos de Moscou vão para a Praça Vermelha e tomam vodca para esquentar, enquanto assistem ao show de fogos de artifício. Mas as comemorações acontecem novamente no dia 13 de janeiro, quando é celebrado o ano novo ortodoxo.

 

Fonte: uol

 

Independentemente das tradições e no que você acredita, não deixe de comemorar a chegada de um novo ano. Venha celebrar conosco, em algum de nossos hotéis da Rede Plaza de Hotéis. Faça sua escolha e reserve agora mesmo! São tarifas especiais para você e sua família. Ligue 0800.7075292 ou envie um e-mail para centraldereservas@plazahoteis.com.br.

Deixe uma resposta

  • *

    Protected by WP Anti Spam
    Trip Advisor

    Confira as avaliações dos hotéis da Rede Plaza de Hotéis

    Central de Reservas

    0800 70 75 292

    Assine nossa newsletter
    © Rede Plaza de Hotéis